Costumo dizer que o tempo para a leitura é uma das coisas mais importantes em nossas vidas, mas ela é vista por muitos como uma ação sem importância alguma. Porém, um livro nos faz sonhar e aprender. Ele é capaz de transformar qualquer pessoa. Por isso, para ajudar a dar um basta nesses índices negativos, escolha um livro e confira algumas dicas que eu selecionei para colocar a sua leitura em dia.

 

1. Menos TV, mais leitura– Se você diminuir o tempo que assiste à TV e utilizá-lo para ler um livro, será muito benéfico. Pode ser difícil para quem é viciado em televisão trocar a novela por um bom livro, mas recomendo que essa pessoa escolha um dia por semana para fazer essa substituição. Trocar um dia de novela por um livro pode fazer um bem enorme para a mente.

2. Crie seu canto de leitura – Escolha um lugar em seu ambiente preferido e decore-o para facilitar sua leitura (ex.: escolha uma boa cadeira e/ou luminária, acenda incensos, escolha uma música ambiente etc.). Utilize esse espaço sempre que for ler. Esse pequeno cantinho criará uma âncora visual, sinestésica e auditiva e facilitará a motivação para leitura.

3. Leitura seletiva – Não precisa ler tudo que falam para você ler. Eu tenho o hábito de comprar apenas livros que realmente me interessam e, quando escolho uma obra, analiso o índice, leio o prefácio e, se possível, seleciono apenas os capítulos que me interessam e pulo os que são perda de tempo ou que têm pouco valor para agregar. A maioria dos livros técnicos permite isso.

4. Foque em no máximo dois livros – Evite ler muitos livros simultaneamente, uma vez que isso reduz sua produtividade de leitura e ainda tira o foco. Escolha um livro para deixar em seu canto de leitura e outro menor para carregar sempre consigo, que servirá para lê-lo na espera do médico, na sala do aeroporto, no ônibus, no metrô etc.

5. Leitura dinâmica– A dica essencial é ler em blocos em vez de palavras isoladas. Para começar, foque em três palavras por vez e depois aumente o número de palavras até conseguir focar na linha toda. Evite também a leitura labial ou mental. Se você tem esse hábito, uma solução é colocar um lápis na boca e mordê-lo até que essa mania suma.

6. Partes em vez do todo– Em caso de livros técnicos, selecione apenas os capítulos importantes, que ajudarão na elaboração de um projeto, por exemplo.

7. Armazene o importante – Se você está lendo um livro cujo conteúdo merece ser relido e recuperado posteriormente, há três formas de fazer isso com mais produtividade: marcadores (utilize canetas de marcação de textos e grife o que achar importante); mapas mentais (vale a pena durante a leitura utilizar um software que faça mapas mentais e resuma os principais conceitos do livro); e softwares como OneNote ou Evernote, entre outros.

 

Autor: Christian Barbosa é especialista em administração de tempo e produtividade, é CEO da Triad OS, palestrante e autor.

 

Artigo publicado na edição de setembro de 2014.

+ Educação
Assine a newsletter mensal e gratuita +Educação e receba ainda mais conteúdo no seu e-mail!