Projeto semestral baseado em atividades lúdicas coletivas contribui para formar novos leitores e aprimorar a compreensão da língua inglesa

Leia mais: Leitura de clássicos e teatro para otimizar o ensino
18/01/2016

A língua inglesa conta com uma série de expressões gramaticais que não são tão comuns ou que sequer existem na língua portuguesa. Uma dessas expressões incomuns para a língua materna dos brasileiros são as question tags, usadas principalmente para confirmar a informação dita na frase. No entanto, elas obrigatoriamente irão discordar da afirmação inicial: se a afirmação for positiva, a pergunta será negativa e vice-versa. Como no exemplo: She’s eighteen years old, isn’t she? (Ela tem dezoito anos, não tem?). Na língua portuguesa também existem question tags, que são chamadas de perguntas no fim da frase e funcionam da mesma maneira. Elas sempre aparecerão no fim da frase, separadas por vírgula.

Leia mais: Ensino de inglês para preparar a carreira

É sempre um exercício curioso olhar para os hábitos e os costumes de anos e décadas anteriores e compará-los com o que se faz e se usa atualmente. Roupas, aparelhos tecnológicos, carros, costumes e até mesmo a linguagem utilizada sofrem mudanças com o passar do tempo. Para as professoras de Língua Inglesa Juliana Maria Cristiano Gense e Andréa Marques Leão Doescher, da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho (Unesp), essas diferenças deram origem ao plano de aulas intitulado The eigthies: a vida nos anos de 1980 e hoje!, que serve para trabalhar com os alunos tanto a cultura norte-americana como os tempos verbais.

Leia mais: De volta para o passado
+ Educação
Assine a newsletter mensal e gratuita +Educação e receba ainda mais conteúdo no seu e-mail!